Translate

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012


“Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;” -  Efésios 6:14


A palavra verdade vem do latim veritate e pode ser definida como sinceridade, boa fé, coisa verdadeira, realidade, princípio certo ou  exatidão.
Mas na Bíblia o que significa ?  


Cada um tem a sua própria concepção, porém nós entendemos que esse termo só pode ter três definições:

- uma regra de conduta, (falar a verdade)  como em João 3:21, onde Jesus disse: ”Mas quem pratica a verdade vem para luz, a fim de que suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.” 
Esse tipo de conduta revela uma formação de caráter, que não permite  viver contando mentiras ou conduzir-se com falsidade e engano. Ao contrário leva-o à uma vida marcada pela  sinceridade e boa fé.


- uma referência a Jesus,  pois ele trouxe a mensagem iluminada  do Evangelho e a revelação dos mistérios do reino de Deus.  Também por sua natureza e atributos, pois ele é justo, santo, verdadeiro e conhecedor de todas as coisas. Ele mesmo declarou:“ Eu sou o caminho, a verdade e a vida.”  “... E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”  -  João 14:6; 8:32,36. 
        Ele é a verdade que liberta o homem do engano, do pecado, da maldade e de todos os poderes das trevas.



-  a Palavra de Deus,    porque  o salmista declara que ela  “... é a verdade desde o princípio,” e é luz para o  caminho - Salmos 119:160,105.



 


Concluímos portanto, que  para estarmos cingidos com a verdade, devemos  viver com uma  conduta embasada na sinceridade, nos ensinos de Jesus e na prática da Palavra de Deus.


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” Tiago 4:7 (ACF)

Desde que recebemos o evangelho em nossos corações e passamos a viver na luz, entramos numa batalha espiritual contra o pecado, contra as trevas e  o próprio diabo. 


Nós entregamos nossas vidas a Deus e passamos a viver com ele, desde então, quando sofremos,  ele sofre conosco, quando somos perseguidos ele também é perseguido.


Para vencermos os inimigos vorazes da nossa alma, precisamos do Senhor Jesus pois ele próprio afirmou:

“...sem mim nada podeis fazer” ( João 15:5).
Por isso, nessa batalha só podemos vencer nosso adversário, nos submetendo à vontade Deus, deixando  que o querer dele prevaleça sobre o nosso.


Muitos pregam que não devemos ser humildes na oração porque somos filhos de Deus, porém a Palavra de Deus nos exorta o contrário, pois diz:
“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo vos exalte. Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” ( I Pedro 5:6,7)

Entendemos portanto, que para resistir ao inimigo, precisamos buscar  a presença de Deus com humildade.

Outra coisa que não podemos nos esquecer é contra quem estamos lutando. Pela Bíblia entendemos que o adversário  era um “querubim ungido” (Ezequiel 28:14) que se tornou rebelde, iníquo, quis usurpar o trono de Deus (Isaías 14:13,14), foi precipitado do céu (Isaías 14:12) e levou consigo a terça parte dos anjos (Apocalipse 12:4).

Este querubim se tornou o diabo, e os anjos que o seguiram se tornaram os demônios. Ele é uma criatura rebelde e não pode vencer o nosso Deus, o Criador que é Todo Poderoso. Acima de tudo cremos que, conforme diz a escritura ...”sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos...” II Pedro 2:9.

Seguidores